quinta-feira, 28 de maio de 2009

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Sabem quem é António Pinto de Sousa ?

É o novo responsável pelo gabinete de comunicação e imagem do IDT (Instituto da Droga e Toxidependência).
Tem competência atribuída, para empossar quem quiser, independentemente da sua qualificação académica e profissional, para os cargos dirigentes do Instituto, contrariando os próprios estatutos do IDT.
Ahahah... que já me esquecia....
É irmão do outro Pinto de Sousa, o José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa.
Pois é... assim vai A QUINTA !!...

SÓ QUE POUCA GENTE SABE QUE ESTE CAVALHEIRO SE TEM DESLOCADO A ESPANHA PARA TRATAMENTOS DE DESINTOXICAÇÃO (DA PRÓPRIA DROGA).
ENFIM,..... PORTUGAL ESTÁ "BEM ENTREGUE"!!!!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

A CONSTATAÇÃO DE UM FACTO...

Quando o Papa Paulo VI veio a Portugal, vivíamos em 'ditadura', sendo Presidente do Conselho - Salazar.
O Papa perguntou-lhe qual o motivo de ter tantos ministros, obtendo a seguinte resposta:
- Santidade, Jesus tinha 12 apóstolos, eu tenho 12 ministros.
Agora, quando o Papa Bento XVI visitar Portugal e perguntar ao primeiro-ministro para quê 40 ministros e secretários de estado, este, certamente, responderá:
- Bem, Santidade... Ali Babá tinha 40 ladrões.....

.............E NÃO É QUE É VERDADE........???

terça-feira, 19 de maio de 2009

domingo, 17 de maio de 2009

DESPACHO n.º 9810/2009

Assunto: Despacho n.º 9810/2009: subsídio mensal de residência de € 941,25

Considerando que, nos termos do disposto no Decreto -Lei n.º 331/88, de 27 de Setembro, pode ser atribuído um subsídio de residência aos titulares do cargo de director -geral e de outros expressamente equiparados, à data da nomeação no local onde se encontre sedeado o respectivo organismo; Considerando que o Prof. Doutor José Alexandre da Rocha Ventura Silva, presidente do Conselho Científico para a Avaliação de Professores, lugar expressamente equiparado a director -geral, tem a sua residência permanente em Aveiro:
Assim, nos termos do disposto no artigo 2.º do Decreto -Lei n.º 331/88, de 27 de Setembro, determina -se o seguinte:
1 -- É atribuído ao presidente do Conselho Científico para a Avaliação de Professores, Prof. Doutor José Alexandre da Rocha Ventura Silva, um subsídio mensal de residência no montante de € 941,25, a suportar pelo orçamento da Secretaria -Geral do Ministério da Educação e actualizável nos termos da portaria de revisão anual das tabelas de ajudas de custo.
2 -- O presente despacho produz efeitos desde 1 de Novembro de 2008.

12 de Fevereiro de 2009. -- O Ministro de Estado e das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos. -- Pela Ministra da Educação, Jorge Miguel de Melo Viana Pedreira, Secretário de Estado Adjunto e da Educação.

E os professores desterrados com família?
Sim.....
E os professores desterrados com família?
Uma Vergonha...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

O prometido é devido, Sr. Engenheiro!

O prometido é devido, Sócrates !! - de Rui Veloso

E o cerco vai-se apertando, apertando, ...

video

sábado, 9 de maio de 2009

ANA DRAGO SEM ""papas na lingua""....!!!!!

Ana Drago: "Emaranhado legislativo prova incompetência do Ministérioda Educação"
Sem "papas na língua" e muito claramente chama-lhes o que são...INCOMPETENTES...!!!!!!!


video

terça-feira, 5 de maio de 2009

"XUTAR" COM ELES

Xutos & Pontapés

Sem eira nem beira
video

domingo, 3 de maio de 2009

DE QUE TEM MEDO O PS?


O PS tem um problema com a corrupção que, sendo o PS Governo, se torna um problema do país. Sempre que o tema vem à baila, designadamente na AR, o PS mostra-se patentemente incomodado, e tal incómodo manifesta-se numa torrente de palavras e declarações de intenção que, por um motivo ou por outro (e pode legitimamente recear-se que seja por outro), nunca se traduz em actos.

Paralelamente, se hoje, em Portugal, é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um corrupto ir parar à cadeia, isso deve-se fundamentalmente a um Código Penal aprovado pelo PS. Ao mesmo tempo, o deputado socialista que mais batalhou por eficazes leis anti-corrupção passou a…ex-deputado.

Agora é o enriquecimento ilícito de titulares de cargos públicos. Os portugueses habituaram-se a ver gente que ocupa ou ocupou lugares de decisão política aparecer a vender cabritos sem ter, que se saiba, cabras e pareceria natural que a lei lhe perguntasse (como já faz no domínio fiscal) donde vieram os cabritos.

O PS acha a pergunta imprópria, e nem permite que o TC se debruce sobre ela. Que hão-de pensar os portugueses?

sábado, 2 de maio de 2009

QUE CHATICE! OU TERIAM SIDO OS "ratos"?!

Edifício Heron Castilho

Documentos da casa de mãe de Sócrates perderam-se no notário
Por Felícia Cabrita

O Ministério Público (MP) recebeu esta semana uma participação da Ordem dos Notários, que dá conta do desaparecimento dos documentos que suportavam a escritura notarial e identificavam a empresa offshore que vendeu o apartamento no Heron Castilho, em Lisboa, a Maria Adelaide Carvalho Monteiro, mãe do primeiro-ministro.
A descoberta foi feita no cartório de Lígia Monteiro, na zona de Santos. A notária, quando se preparava para entregar a escritura da casa de Adelaide Monteiro a um jornalista, pediu a uma funcionária que lhe fosse buscar ao arquivo o maço onde deveriam estar os documentos para os quais a escritura remete. Nomeadamente, os documentos relativos ao imposto de sisa, à identificação da procuradora que, segundo a escritura, representou a empresa vendedora – a Stolberg Investiments Limited, uma offshore sediada nas Ilhas Virgens Britânicas –, bem como o certificado da Incorporação da Sociedade e respectivos documentos.
Mas, no maço para que remetiam todas as escrituras daquele ano, apenas as que se referem à compra do apartamento de Maria Adelaide Monteiro tinham desaparecido. A notária ficou estupefacta e deu ordens para que se procurasse nos maços seguintes. «Nunca me tinha acontecido aquilo. Há regras: os livros têm de estar numerados por folhas e não pode falhar um documento», explicou ao SOL.