terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Opção de carreira

Uma questão pertinente... nos dias que correm.

sábado, 26 de dezembro de 2009

SILVA LOPES, 77 ANOS, NOMEADO ADMINISTRADOR DA EDP RENOVÁVEIS


NOUTROS TEMPOS NÃO ERA OBRIGATORIA A REFORMA?

SILVA LOPES, 77 ANOS, NOMEADO ADMINISTRADOR DA EDP RENOVÁVEIS .


Meus amigos (as), vamos unir esforços e angariar fundos para ajudar o COITADO.SILVA LOPES, 77 ANOS, NOMEADO ADMINISTRADOR DA EDP RENOVÁVEIS.

A pouca vergonha continua. Ao que isto chegou.

SILVA LOPES, com 77 (setenta e sete) anos de idade,ex-Administrador do Montepio Geral, onde saiu há pouco tempo com uma indemnização de mais de 400.000 euros, acrescidos de varias reformas que tem, uma das quais do Banco de Portugal como ex-governador, logo que saiu do Montepio foi nomeado Administrador da EDP RENOVAVEIS, empresa do Grupo EDP.

Com mais este tacho dourado, lá vai sacar mais umas centenas de milhar de euros num emprego dado pelos amigos deste governo, que continua a distribuir milhões... pela cambada.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

CASO BPN: ESCÂNDALO E IMPUNIDADE

A burla cometida no BPN não tem precedentes na história de Portugal !!!

O montante do desvio atribuído a Oliveira e Costa, Luís Caprichoso, Francisco Sanches e Vaz Mascarenhas é algo de tão elevado, que só a sua comparação com coisas palpáveis nos pode dar uma ideia da sua grandeza.

Com 9.710.539.940,09 € (NOVE MIL SETECENTOS E DEZ MILHÕES DE EUROS…..) poderíamos:
Comprar 48 aviões Airbus A380 (o maior avião comercial do mundo).
Comprar 16 plantéis de futebol iguais ao do Real Madrid.
Construir 7 TGV de Lisboa a Gaia.
Construir 5 pontes para travessia do Tejo.
Construir 3 aeroportos como o de Alcochete.

Para transportar os 9,7 MIL MILHÕES DE EUROS seriam necessárias 4850 carrinhas de transporte de valores!

Assim, talvez já se perceba melhor o que está em causa.

Distribuído pelos 10 milhões de portugueses,
caberia a cada um cerca de 971 € !!!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Directora Regional de Educação do Centro abandona funções

Directora Regional de Educação do Centro abandona funções
> Hoje (9-12-09) às 18:34
> Uma semana depois de tomar posse, a directora Regional de Educação do Centro abandonou funções. Contactada pela TSF, Beatriz Proença disse que cabe ao Ministério da Educação dar explicações sobre este caso. A directora Regional de Educação do Centro, Beatriz Proença, entrou em funções a 30 de Novembro e esta segunda-feira abandonou funções.
Oficialmente ainda não há explicações da Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), que apenas confirmou à TSF que Maria Beatriz Proença já não foi trabalhar esta quarta-feira. Em causa está a escolha dos nomes para a equipa da nova directora. Ao que a TSF apurou houve uma tentativa de impôr os nomes da equipa que seria liderada por Beatriz Proença, supostamente nomes ligados ao Partido Socialista da região Centro. Um dos nomes era o do antigo governador Civil de Viseu, Alcídio Faustino para adjunto de Beatriz Proença, outro nome imoposto à nova directora era o de Helena Libório, que actualmente é directora-adjunta, ou seja, transitava da equipa anterior. Esta é a razão que explica a saída de Beatriz Proença, mas na Direcção Regional da Educação, fontes contactadas pela TSF, garantem que os motivos são outros e têm que ver com o facto de Beatriz Proença ter feito parte, nos últimos anos, da Inspecção-geral da Educação. Nessas funções Beatriz Probneça terá lidado com dossiers sensíveis sobre os quais teria agora que decidir.
Enquanto membro da Inspecção Geral há quem denuncie uma atitude persecutória em que Beatriz Proença determinou multas e penalizações a muitos agentes de educação locais, como Colégios com contratos de associação.
A TSF contactou Maria Beatriz Proença que recusou prestar declarações, remetendo qualquer explicação para o Ministério da Educação através de uma frase lacónica: «tudo o que disser o Ministério sobre este assunto, está bem dito, certamente».
Ana Catarina Santos

sábado, 5 de dezembro de 2009

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Ex-Ministra da Saúde da Finlândia - ASSUSTADOR

http://www.youtube.com/watch?v=JpOB4xkpjgQ

O depoimento da ex-Ministra da Saúde da Finlândia, Dra. Rauni Kilde, é muito claro e corajoso.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

VARA (ARMANDO...) & Cia...

A Sovenco, criada em 1990, era uma Sociedade de Venda de Combustíveis.
A sua constituição: Armando Vara, Fátima Felgueiras, José Sócrates, Virgílio de Sousa.
Armando Vara - condenado a 4 anos de prisão (pena suspensa)
Fátima Felgueiras – condenada a 3 anos e três meses de prisão (pena suspensa)
Virgílio de Sousa - condenado a prisão por um processo de corrupção no Centro de Exames de Condução de Tábua
Armando Vara, quando era secretário de Estado adjunto do ministro da Administração Interna, recorreu ao director-geral do GEPI (Gabinete de Estudos e Planeamento de Instalações do MAI) e a engenheiros que dele dependiam para projectar a moradia que construiu perto de Montemor-o--Novo.
Para fazer as obras serviu-se de uma empresa e de um grupo ao qual o GEPI adjudicava muitos dos seus concursos públicos. Com 3500 contos (17.500 euros) o actual administrador da Caixa Geral de Depósitos e licenciado pela Universidade Independente tornou-se dono, em 1998, de 13.700 m2 situados junto a Fazendas de Cortiços, a três quilómetros de Montemor-o-Novo.
Em Março de 1999 requereu à câmara o licenciamento da ampliação e alteração da velha casa ali existente.
Onde a história perde a banalidade é quando se vê quem projectou e construiu a moradia. O projecto de arquitectura tem o nome de Ana Morais. O alvará da empresa que fez a casa diz que a mesma dá pelo nome de Constrope. A arquitecta Ana Morais era à época casada com António José Morais, o então director do GEPI, que fora assessor de Armando Vara entre Novembro de 1995 e Março de 1996. Nessa altura, recorde-se, foi nomeado director do GEPI por Armando Vara - cargo em que se manteve até Junho de 2002 - e era professor de quatro das cinco disciplinas que deram a José Sócrates o título de licenciado em Engenharia pela UnI.
A Constrope era uma firma de construção civil sediada em Belmonte, que também trabalhava para o GEPI e tinha entre os seus responsáveis um empresário da Covilhã, Carlos Manuel Santos Silva, então administrador da Conegil - uma empresa do grupo HLC que veio a falir e à qual o GEPI adjudicou dezenas de obras no tempo de Morais.
(Publico 20.04.07)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Os Vampiros do Século XXI


...batendo as asas pela noite calada... vêm em bandos, com pés de veludo...» Os Vampiros do Século XXI:
A Caixa Geral de Depósitos (CGD) está a enviar aos seus clientes mais modestos uma circular que deveria fazer corar de vergonha os administradores - principescamente pagos - daquela instituição bancária.
A carta da CGD começa, como mandam as boas regras de marketing, por reafirmar o empenho do Banco em oferecer aos seus clientes as melhores condições de preço qualidade em toda a gama de prestação de serviços, incluindo no que respeita a despesas de manutenção nas contas à ordem.
As palavras de circunstância não chegam sequer a suscitar qualquer tipo de ilusões, dado que após novo parágrafo sobre racionalização e eficiência da gestão de contas, o estimado/a cliente é confrontado com a informação de que, para continuar a usufruir da isenção da comissão de despesas de manutenção, terá de ter em cada trimestre um saldo médio superior a EUR1000, ter crédito de vencimento ou ter aplicações financeiras associadas à respectiva conta.
Ora sucede que muitas contas da CGD, designadamente de pensionistas e reformados, são abertas por imposição legal.
É o caso de um reformado por invalidez e quase septuagenário, que sobrevive com uma pensão de EUR243,45 - que para ter direito ao piedoso subsídio diário de EUR 7,57 (sete euros e cinquenta e sete cêntimos!) foi forçado a abrir conta na CGD por determinação expressa da Segurança Social para receber a reforma.
Como se compreende, casos como este - e muitos são os portugueses que vivem abaixo ou no limiar da pobreza - não podem, de todo, preencher os requisitos impostos pela CGD e tão pouco dar-se ao luxo de pagar despesas de manutenção de uma conta que foram constrangidos a abrir
para acolher a sua miséria.
O mais escandaloso é que seja justamente uma instituição bancária que ano após ano apresenta lucros fabulosos e que aposenta os seus administradores, mesmo quando efémeros, com «obscenas» pensões (para citar Bagão Félix), a vir exigir a quem mal consegue sobreviver que contribua para engordar os seus lautos proventos.
É sem dúvida uma situação ridícula e vergonhosa, como lhe chama o nosso leitor, mas as palavras sabem a pouco quando se trata de denunciar tamanha indignidade.
Esta é a face brutal do capitalismo selvagem que nos servem sob a capa da democracia, em que até a esmola paga taxa.
Sem respeito pela dignidade humana e sem qualquer resquício de decência, com o único objectivo de acumular mais e mais lucros, eis os administradores de sucesso.
Cidadania é fazê-lo, é demonstrar esta pouca vergonha que nos atira para a miserabilidade social.
Este tipo de comentário não aparece nos jornais, tv's e rádios... Porque será???

domingo, 22 de novembro de 2009

MAIS UM MESTRADO DUVIDOSO NO NOSSO ERUDITO MINISTÉRIO...

Ministério da Educação. Informação actualizada...

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Lisboa promovida no Brasil

> Lisboa promovida no Brasil

> Este artigo foi retirado de uma revista de turismo brasileira.

> Isto é saber história e geografia de Portugal...

> E assim se fazem excelentes jornalistas.

sábado, 7 de novembro de 2009

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

E esta... heim!

Armando António Martins Vara

Dados pessoais:

Data de nascimento: 27 de Março de 1954
Naturalidade: Vinhais - Bragança
Nacionalidade: Portuguesa
Cargo: Vice-Presidente do Conselho de Administração Executivo
Início de Funções: 16 de Janeiro de 2008
Mandato em Curso: 2008/2010
Formação e experiência Académica
Formação: 2005 - Licenciatura em Relações Internacionais (UNI)
2004 - Pós-Graduação em Gestão Empresarial (ISCTE)
http://www.millenniumbcp.pt/pubs/pt/grupobcp/quemsomos/orgaossociais//article.jhtml?articleID=217516

Extraordinário... CV de fazer inveja a qualquer gestor de topo, que nunca tenha perdido tempo em tachos e no PS ! Conseguiu tirar uma Pós-graduação ANTES da licenciatura... Ou a pós-graduação não era pós-graduação ou foi tirada com o mesmo professor da licenciatura, dele e do Eng. Sócrates... e viva o BCP e o seu "bom nome" !!!
Miguel Sousa Tavares

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

"L'arroseur arrosé"

Antes de regressar à obscuridade do ISCTE onde alguém a desencantou para oferecer a Sócrates como presente envenenado, a (ainda) ministra Maria de Lurdes Rodrigues teve uma última decepção.
"Perdi os professores, mas ganhei a opinião pública", autojustificava-se ela no calor dos protestos de professores e alunos contra as suas singularíssimas políticas educativas.
Uma sondagem CM/Aximage agora divulgada revela que, afinal, a tal "opinião pública" a considera o pior dos ministros de Sócrates, "chumbando-a" com 7,2 valores numa escala de 0 a 20.
É o episódio típico do "arroseur arrosé": quem tanto se notabilizou pela fúria avaliadora de tudo e todos "chumbou" rotundamente quando chegou a sua vez de ser avaliada.
Em "eduquês" corrente, Maria de Lurdes Rodrigues teria ficado "retida" e deveria submeter-se a um "plano de acompanhamento". Em política, no entanto, ao contrário do que se passa no sistema educativo, a condescendência é pouca quando, como é o caso, um ministro manifestamente atingiu o seu patamar de Peter de incompetência.
Alguém, de facto, acredita que Sócrates irá "reter" a ministra?
In JN

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Aluno acusa ministra de "tirar credibilidade à democracia"

O representante dos alunos do Liceu Camões destacou-se hoje durante as comemorações dos 100 anos da escola ao tecer duras críticas à política educativa, acusando a ministra da Educação de “tirar credibilidade à democracia”.
Pedro Feijó, delegado dos alunos no Conselho Pedagógico do Liceu Camões, foi um dos participantes da cerimónia do 100º aniversário da escola, ao lado do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e da ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, além do director da escola e do médico João Lobo Antunes, um dos antigos alunos.
Pedro Feijó, que discursou de improviso, criticou o que disse serem os “entraves que foram postos à democracia nas escolas pelas novas políticas de Educação” e “a linha de orientação errada que a Educação tomou”, acusações que não mereceram qualquer reacção da ministra no discurso que fez de seguida. “O que o Ministério fez foi tirar credibilidade à democracia dentro e fora da escola”, sublinhou.
Entre os exemplos que considera negativos das políticas educativas do Governo cessante, o aluno apontou o novo Estatuto do Aluno, considerando que, em vez de falar dos estudantes como “os agentes construtores da escola, fala como essas pessoas iguais e padronizados, que vêm às escolas apenas para fazer os seus testes e competir por um futuro que não é garantido e que devia ser um direito”. Outro exemplo daquilo que considerou “um dos maiores ataques à democracia” é o novo modelo de gestão das escolas, que “tira a representatividade e o poder aos estudantes e outras classes nos órgãos de gestão, dando-o a agentes exteriores à escola”. “Por melhor que essa colaboração pudesse ser, não podemos prescindir de direitos tão fundamentais como a eleição do director da escola e a elaboração do regulamento interno”, sublinhou, motivando fortes aplausos entre a audiência.
Mas, para o jovem estudante, pior do qualquer lei, “foi a atitude do ministério”. “Desprezou manifestações com milhares de estudantes, só por sermos menores, como se por sermos estudantes de secundário não tivéssemos uma palavra a dizer. Desprezou abaixo-assinados, incluindo um com dez mil assinaturas de estudantes, que pediram a revogação destas leis. Desprezou manifestações com várias dezenas de milhar de professores que lutavam pelos seus direitos, pelas suas escolas”, sustentou.
In Jornal Público

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

COMPARAÇÃO SÓCRATES - HUGO CHAVEZ

Convenhamos que a comparação estabelecida por Paulo Rangel entre JOSÉ SÓCRATES e HUGO CHAVEZ, assenta que nem uma luva!

E, de resto, até são amigos do peito, fãs, um do outro!...

Se não, vejamos:

Cotejando a história recente da Venezuela, o que fez Chavez?!

- Cassou as licenças de TV hostil, de Rádios hostis, de Jornais hostis!

SÓCRATES foi lá copiar a estratégia para lidar com o Jornal Nacional da TVI e que se esforça por aplicar ao Jornal PÚBLICO, e a tudo o que lhe faça frente, enfim, para suspender a Democracia.


EIS, POIS, SEM TIRAR NEM POR, A TAL SUSPENSÃO (que, esperamos, temporária) DA DEMOCRACIA!...

Adivinhem, pois, quem não consegue co-habitar com a diferença, com o pensamento divergente!...

… Mas há, seguramente, mais semelhanças!...

sábado, 26 de setembro de 2009

AJUSTES DE CONTAS

PROFESSORES DE PORTUGAL,
Está a aproximar-se a hora de ajustarmos as nossas contas com Sócrates.


Mais de quatro anos de:
- humilhações públicas;
- desautorização;-
manipulação da opinião pública;
- vexames;
- insultos por parte da ministra e dos secretários de Estado;
- insensibilidade com professores agredidos e insultados;
- negação da reforma a professores com tumores incapacitantes que acabaram por morrer em serviço;
- aumento da carga horária;
- pseudo aulas de substituição;
- aumento desmesurado da carga burocrática;
- congelamento da carreira;
- congelamento ilegal do tempo de serviço;
- estatuto redutor de direitos, divisor da carreira e para poupar dinheiro à custa dos professores; - avaliação burocratizada, ineficaz e injusta;
- autoritarismo, arrogância e incapacidade para o diálogo.
- facilitismo levado ao extremo para os alunos;
- sucesso dos alunos apenas para as estatísticas;
Não temos a memória curta e no dia 27 de SETEMBRO de 2009 os PROFESSORES de PORTUGAL vão ajustar uma continhas com Sócrates !!!!
(é só esperar para ver)

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

+ uma artimanha de Sócrates

Ramiro Marques disse...
O ME deu instruções aos directores para recrutarem rapidamente auxiliares de acção educativa, agora chamados assistentes operacionais, mas apenas com 4 horas semanais ao preço de 3 euros a hora. As instruções são claras: podem recrutar até 4 novos assistentes operacionais (sic) mas cada um não pode ter mais de 4 horas semanais. Há 2 mil agrupamentos. Isto significa tirar mais 5 mil desempregados das listas. Sócrates, o propagandista, não tem emenda.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Relatório da OCDE arrasa Decreto Regulamentar 2/2008.
Ministra engoliu em seco.

Foi divulgado o Relatório da OCDE sobre a avaliação de desempenho docente.
As conclusões deixam mal a ministra da educação. O relatório da OCDE critica a associação entre os resultados dos alunos e a avaliação de desempenho dos docentes bem como a avaliação feita por pares com consequências na progressão da carreira. Ora, essas são as duas características centrais do modelo imposto pelo decreto regulamentar 2/2008 e que mais contestação provocaram entre os professores.
O decreto regulamentar 1-A/2009, que impôs o versão simplex, também não sai incólume do estudo da OCDE, uma vez que o relatório manifesta uma clara oposição a que a avaliação de desempenho de tipo quantitativo e com consequências para a progressão na carreira seja feita pelos directores e colegas a quem foram atribuídas funções de avaliação.
Nas recomendações, o Relatório da OCDE aponta parta a necessidade de haver uma avaliação de tipo qualitativo e meramente formativa, feita pelos directores, e uma avaliação com incidência na progressão na carreira docente, feita por elementos exteriores à escola e sem qualquer relação funcional com os docentes avaliados. A OCDE aconselha que os avaliadores externos sejam especialistas certificados em avaliação de desempenho e que adoptem critérios uniformes para todas as escolas do país.
A FNE reagiu ao Relatório da OCDE pela voz de João Dias da Silva, que afirmou o total isolamento da ministra da educação e a necessidade de construir um novo modelo que não padeça dos males apontados no estudo da OCDE. João Dias da Silva acrescentou que, em matéria de avaliação de desempenho, foram dois anos completamente perdidos graças à teimosia da ministra da educação. Interrogada pelos jornalistas à saída da sessão de apresentação do Relatório da OCDE, a ministra limitou-se a afirmar que não era tempo de tomar decisões.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

terça-feira, 15 de setembro de 2009

ESCANDALOSO ...Pedófilo vai ser Juíz ! ! !

Foi a melhor forma de branquear o que este tipo fez... A seguir vão os outros.

HUGO MARÇAL ... JUÍZ ... !!!
Digam-me que isto é mentira !!!!!

Hugo Marçal está em vias de ser admitido a frequentar o curso de auditor de justiça do Centro de Estudos Judiciários. O nome do arguido no processo de pedofilia da Casa Pia vem publicado no Diário da República de ontem, entre centenas de candidatos a frequentar a escola que forma os juízes portugueses. Mas ao contrário dos outros, Hugo Marçal não vai prestar provas....Pelo facto de ser doutor em Direito - grau académico que terá obtido em Espanha - está por lei «isento da fase escrita e oral» e tem ainda «preferência sobre os restantes candidatos».
Resultado: o advogado de Elvas está na prática à beira de ser seleccionado para o curso que formará a próxima geração de magistrados! O nome de Hugo Manuel S. Marçal surge na página 4961 do Diário da República, 2.ª série, com o número 802, na lista de candidatos a ingressar no CEJ.
Se concluir o curso com aproveitamento e iniciar uma carreira nos tribunais - primeiro como auditor de justiça, depois...Como juiz de direito -*Marçal terá também o privilégio de não ser julgado num tribunal de primeira instância*.»
AH, POIS É !!!É O PAÍS QUE TEMOS !!!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Hospital de Seia sem camas

Esta história é parecida com aquela dos magalhães...logo que as câmaras de filmar saíram da escola...os computadores foram retirados às crianças!!!

Veja a reportagem:
http://www.videos.iol.pt/consola.php?projecto=27&pagina_actual=1&mul_id=13162213&tipo_conteudo=1&tipo=2&referer=1

sábado, 5 de setembro de 2009

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A comédia continua no reino socretino!





O desemprego aumentou no segundo trimestre deste ano 23,9% em relação ao mesmo trimestre do ano passado, e o número total de desempregados bateu já a assustadora barreira dos 500 000 (sem contar com os 143 648 misteriosamente "desaparecidos" do IEFP e em paradeiro estatístico incerto). Para Francisco Madelino, presidente do mesmo IEFP (o tal dos concursos de admissão com testes sobre os discursos de Sócrates), isso são "peanuts". Ele é o homem certo no lugar certo para, em tempos pré-eleitorais, nos dar boas e camonianas notícias: o desemprego cresce, sim, mas não cresce já como soía. Ou, explica Madelino, cresce mas - deitem foguetes desempregados e famílias - cresce "estavelmente", que é como quem diz que voa alto mas voa baixinho. O papel do presidente do IEFP é o mais difícil e desamparado da comédia que é a gestão política dos números negros do desemprego; cabe-lhe vir à boca de cena e pintá-los de cor-de-rosa. Atire-lhe a primeira pedra quem, no seu lugar, que é de nomeação política, não fizesse o mesmo ou pior de modo a evitar vir a engrossar também ele as estatísticas do desemprego.

In JN

segunda-feira, 24 de agosto de 2009






Deu trabalho mas encontrei na Net um curioso documento intitulado "Bases Programáticas/Partido Socialista/ Legislativas 2005". Nele o PS faz contas ao país depois do desastre governativo do PSD/CDS.
Agora (se não, veremos) será o PSD a comparar o país de 2005 com o de 2009. "Hoje, os portugueses", dizia o PS em 2005, vivem numa economia "parada há três anos"; e enumerava: taxa de desemprego em 6,8% (9,3% em 2009, dados do Eurostat); rendimento por habitante em 67,7% da média da UE-15 (75% da UE-27 em 2009, o segundo pior da Zona Euro); dívida pública em 62% do PIB (hoje 70,7%, a crer na OCDE); défice em 5,2% do PIB (mais de 6% em 2009, dados também da OCDE); endividamento das famílias em 118% do rendimento disponível (135% em 2008, segundo o Banco de Portugal); e IVA em 19% (20% em 2009). Se o PSD vier a ser outra vez Governo, o PS fará novo balanço desastroso em 2013; e em 2018 o PSD; e em 2023 o PS, e em 2028 o PSD, e por aí fora até ao infinito, cada vez com números piores. É uma valsa a dois tempos que dura há décadas com os mesmos dois dançarinos. E com os mesmos de sempre a pagar a conta.

sábado, 22 de agosto de 2009

Afinal parece que a avaliação não é para todos!


Chefes & índios
2009-08-06
Não é nada que surpreenda no processo orwelliano que vem, a vários títulos, sendo a reforma da Administração Pública: soube-se ontem que, para o Governo e para a Reforma, todos os funcionários públicos são iguais mas uns são mais iguais que outros.
Assim, os funcionários (4 500, contas por baixo) que enxameiam os ministérios por nomeação política estão, ao contrário dos que chegaram aos cargos por mérito demonstrado em concurso público, isentos de avaliação de desempenho e podem progredir na carreira e no salário pelo ominoso método tantas vezes desancado pelo actual Governo: a idade e o tempo de serviço, isto é, basta-lhes deixar passar o tempo e envelhecer atrás das secretárias para serem promovidos. Segundo a Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), o Governo visa, desse modo, "premiar" as responsabilidades de chefia. Daí se concluirá que, sendo a não avaliação um "prémio" aos chefes nomeados politicamente, a avaliação é o "castigo" para os índios sem cartão partidário. E que, excepção atrás de excepção, a famosa reforma da Administração Pública se tornou uma coboiada.

In JN

terça-feira, 11 de agosto de 2009

AMANSAR PORTUGAL II


Eis o original! Palavras para quê?
Tanto haveria para dizer, meu Deus!


Depois de chocar de frente com este cartaz, em todas as rotundas, não consegui resistir ao olhar de serpente do nosso Primeiro, e decidi fazer uma análise semiótica deste autêntico mosaico da comunicação. Já terá a assinatura do “mago” que idealizou a campanha de Obama? Espero bem que sim, pois, por este caminho… Vamos lá então desmontar esta coisa, traçando apenas alguns vectores semânticos, para não abusar da paciência dos meus leitores.

O slogan principal é pobre e soa a déjà vu: embora contenha apenas dois vocábulos, eles estão demasiado gastos no universo do marketing político; por outro lado, é demasiado denotativo, o que é negativo para o partido e para a personalidade destacada, pois evidencia falta de imaginação, falta de criatividade, precisamente o que faz falta na actual conjuntura. O slogan secundário, que acompanha o logotipo do PS, confirma o que acabo de dizer e revela-nos um candidato confortável no trem da periferia cultural, visto tratar-se de uma imitação barata do “YES, WE CAN”, de Obama.

Temos de agradecer a quem concebeu este cartaz, pois tenho a certeza de que muito ajudará à derrota do Partido Socialista nas próximas eleições. Mas há um pormenor repugnante, que não devemos perdoar: usar a Mulher para seduzir o eleitorado. E logo este senhor, que, durante quatro anos, tentou esmagar uma classe profissional constituída, na sua esmagadora maioria, por mulheres, depauperando o seu estatuto profissional, a sua imagem social e o seu papel familiar. Neste caso, a palavra "outdoor" faz todo o sentido.

sábado, 8 de agosto de 2009

M A R C U S - T U L L I U S * * * 5 5 a . C.

será que viajou no tempo??????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Computadores ou "Magalhães" ?

"Começaria por dar computadores aos professores"
06.07.2009

Recentemente, Don Tapscott, um especialista canadiano em tecnologia, recomendava ao Presidente dos EUA que olhasse para o investimento português em computadores para os alunos do ensino básico.
O Magalhães não convence Stephen P. Heyneman, que falou sobre a política educativa da administração Obama, na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, esta semana. "É um computador colorido. O que me perturba é ter sido dado às crianças como se elas pudessem ter autonomia para trabalhar sozinhas.
E os professores?", pergunta. "Começaria por dar computadores aos professores para trabalhar. Era isso que recomendaria à vossa ministra da Educação", responde.
O que viu foi crianças a brincar com o Magalhães, "como se fosse uma máquina de jogos e não como se tivessem um computador para trabalhar". "Não deve ter sido para isso que os computadores foram distribuídos. Certamente não eram esses os objectivos do Ministério da Educação", conclui. B.W.

domingo, 2 de agosto de 2009

Sócrates não declarou rendimentos em 1999, 2000 e 2001 e era Ministro do Ambiente !...

Há 8 anos, com forte amnésia, Sócrates não declarou rendimentos em 1999, 2000 e 2001. E era Ministro do Ambiente !...

Acrescenta alguma coisa ao que já sabemos?
O que não sabemos deduzimos!...

Sócrates, em Março deste ano, foi corrigir. Não se lembrou durante 8 anos. Porquê agora ?!...
José Sócrates corrigiu este ano quatro das suas declarações de rendimentos entregues no Tribunal Constitucional como ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território e como deputado, em 1999, 2000 e 2001.
Os aditamentos, assinados pelo primeiro-ministro a 24 de Março deste ano, revelam o montante do seu rendimento anual como trabalhador dependente em cada um daqueles anos: o valor, que era omisso nas declarações daqueles anos, oscila entre 79 302 euros, em 2000, e 82 045 euros, em 2001.
As correcções deram entrada no Tribunal Constitucional a 2 de Abril passado e estão acompanhadas de uma carta do chefe de Gabinete do primeiro-ministro, Pedro Lourtie, dirigida à secretária-geral da instituição presidida por Rui Moura Ramos: "Tendo o senhor primeiro-ministro constatado a falta de indicação, por lapso (!!!), em declarações anteriores, de rendimentos do trabalho dependente relativos a vencimentos como ministro e deputado, junto envio (...) aditamentos a essas declarações anteriormente apresentadas, respeitantes à renovação anual daquelas declarações como ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território, em 22 de Novembro de 2000 e 12 de Dezembro de 2001, à cessação de funções como ministro, em 6 de Abril de 2002, e ao início de funções como deputado da Assembleia da República, na mesma data.
"Com esta correcção, Sócrates revela os seus rendimentos anuais: 79 384 euros (1999); 79 302 euros (2000) e 82 045 euros (2001).

quinta-feira, 30 de julho de 2009

SIADAP-Quem ganhou afinal?


Grupo de Trabalho para a revisão do sistema integrado de avaliação de desempenho da Administração Pública (SIADAP)

Dr. Carlos Joaquim Pedro Fernandes, que preside, funcionário já aposentado no ano de 2006 - remuneração total pela realização do SIADAP de 14.400 € + reforma de 4.800 € + .......;

Prof. Doutor Luís Augusto de Carvalho Rodrigues, funcionário aposentado em 2009 - remuneração total pelo SIADAP de 4.800 € + reforma;

Dr.a Maria do Rosário Pablo da Silva Torres, funcionária aposentada em 2009 - remuneração total pelo SIADAP de 4.800 € + reforma;

Dr.a Maria Joana Bento da Silva Santos, funcionária aposentada em 2009 - remuneração total pelo SIADAP de 4.800 € + reforma;

Dr.a Ana Paula Vicência dos Santos Francisco, funcionária aposentada em 2009 - remuneração total pelo SIADAP de 4.800 € + reforma;

Dr.a Elda Maria Correia Guerreiro Morais, funcionária aposentada em 2009 - remuneração total pelo SIADAP de 4.800 € + reforma.

Estes são aqueles fizeram o SIADAP e que como já sabiam as consequências negativas da sua implementação, foram para a Reforma (alguns deles até já eram pensionistas da CGA e outros já estavam a pensar nisso em 2006), e agora riem-se à tua custa por seres avaliado(a) pela porcaria deste modelo que inventaram e lucraram ...

segunda-feira, 27 de julho de 2009

REFLEXÃO Pré-ELEITORAL.

QUANDO FOR A ALTURA DE VOTAR, VEJAM E PENSEM BEM...
SE QUEREM CONTINUAR NESTE REGIME

Acreditem que é possível, com a união de todos, colocarmos esta gente no seu devido lugar...

TEMOS QUE FAZER ALGUMA COISA, E NADA COMO PARAFRASEAR EÇA DE QUEIRÓS...



NÃO ME DIGAM QUE VOCÊS AINDA ACREDITAM?!

E LEMBREM-SE SEMPRE:


"Nenhuma causa está perdida, enquanto alguém continuar a lutar por ela."

William Turner ("Piratas das Caraíbas")

sábado, 25 de julho de 2009

Mais uma ideia GENIAL da CONFAP!!!!

E agora vem aí o alargamento da escola no 1º ciclo das 7h30 às 19h... leiam o que o Sr Albino apregoa como mais uma conquista, já com luz verde do ME:

"Na prática, o que a Confap propõe é que, entre as 7h30 e as 9h da manhã, as escolas ocupem as crianças com actividades lúdicas."
(...)
"No período de férias lectivas, as escolas deverão igualmente assegurar actividades para as crianças. "
(...)
"Haverá um júri responsável e as propostas podem incluir canto coral ou folclore, visitas a museus, visionamento de filmes...", especificou o presidente da Confap, para quem se trata, aliás, de assegurar a sobrevivência da escola pública: "Esta coisa de despejar a matéria e depois esperar que, em casa, os pais tenham literacia suficiente e computadores para ajudar os filhos a perceber as matérias tem que acabar, porque o mundo mudou e as escolas têm que se adaptar."

Então tomem lá e embrulhem!
Se pensavam que os pais, os avós e o resto da familia eram o principal agente educativo na vida das crianças... desenganem-se!
Não tarda temos a escola aberta aos sábados e domingos porque há pais e mães que também trabalham ao fim de semana e para não falar nos que trabalham por turnos... também daria jeito umas camaratas ...
Já agora e porque não pensar na ideia da escola-internato, tipo entra com 4 meses e sai quando estiver apto a trabalhar e viver autonomamente? Os "pais" podiam visitá-los durante esse período, claro! Desde que isso não perturbasse os seus afazeres... ou então também podiam acompanhar a evolução das suas crias por video-conferência.

Parece-me que há que debater não a escola, mas os pais!
Afinal o que é ser pai e mãe?
Que funções?Que afectos?

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Ai, ai...essas contas de sumir

Sócrates, Lurdinhas e Lemos
Não se entendem sobre Valor da Bolsa

video

terça-feira, 21 de julho de 2009

Pensam que nos enganam ... pensam que somos estúpidos...

Destaque Expresso

Ministra admite adiar avaliação de professores
Governo está disposto a manter o "simplex" da avaliação de professores por mais dois anos. É mais um dossiê polémico que pode ficar congelado.
Isabel Leiria e Joana Pereira Bastos
15:12 Sexta-feira, 19 de Jun de 2009

Depois de adiar a decisão sobre o TGV, o Governo admite suspender outro dos dossiês que mais polémica causou na legislatura. Em despacho enviado ao Conselho Científico para a Avaliação de Professores (CCAP), a ministra da Educação informa estar disposta a manter por mais dois anos o "simplex" da avaliação (ver documento Word no final do texto).
O que implica adiar mais uma vez a entrada em vigor do contestado modelo aprovado em 2008, que até agora nunca chegou a ser aplicado. A manter-se o "simplex", até 2011 os professores continuarão a ser avaliados apenas com base na assiduidade, cumprimento do serviço distribuído, participação na vida da escola e relação com a comunidade.
A redução das taxas de insucesso e abandono escolar mantém-se de fora da apreciação do trabalho dos professores. Quanto à observação das aulas, outros dos factores que a ministra Maria de Lurdes Rodrigues sempre defendeu como fundamental, permanecerá opcional. Apenas os avaliados que se queiram candidatar às notas mais elevadas (Muito Bom e Excelente) terão de pedir para ver as suas lições escrutinadas.
No despacho, a ministra pede ao CCAP, o órgão criado para acompanhar a aplicação deste processo nas escolas, que diga se concorda com esta a solução ou se, pelo contrário, considera que os estabelecimentos de ensino estão finalmente preparados para a aplicação integral do modelo de avaliação, tal como foi definido inicialmente pelo Governo.
Dificilmente o CCAP defenderá esta última hipótese, até porque o próprio presidente deste órgão, José Ventura, tem defendido a necessidade de se estudar melhor a forma como os resultados dos alunos devem contar para a avaliação dos professores e de aumentar a formação dos avaliadores.
Já esta semana, em entrevista à SIC, o primeiro-ministro reconheceu, pela primeira vez, o "erro" do Governo no que respeita ao processo de avaliação, que levou largas dezenas de milhares de professores à rua, num movimento de contestação nunca antes visto entre a classe."Errámos ao propor uma avaliação tão exigente, tão complexa e tão burocrática. Corrigimos logo a seguir, mas o erro ficou feito", admitiu José Sócrates.

sábado, 18 de julho de 2009

Os dez erros de Sócrates

O primeiro erro de Sócrates é estar convencido de que ele próprio não comete erros como se a história lhe viesse dar razão em todas as suas decisões. Está convencido de que tem um instinto infalível em política o que o leva a cometer erros de palmatória, o último exemplo foi a afirmação em pleno parlamento de que não iria perdoar as multas que a DGCI estava a aplicar aos idosos que se tinham esquecido de entregar a declaração de rendimentos. Foi o que se viu, três semanas depois o ministro das Finança vinha divulgar, tarde e a más horas, o perdão das multas.
O segundo erro são as suas escolhas políticas, em duas eleições, a presidencial e as europeias, fez escolhas desastrosas que apenas serviram para servir a vitória aos adversários. Sócrates está convencido de que é o Pinto da Costa da política, que ganha o campeonato com qualquer treinador.
O terceiro erro é o fundamentalismo que imprime às suas reformas ao ponto de estar mais empenhado com a implementação dessas reformas do que com os seus resultados. É incapaz de perceber que as reformas só são viáveis se não tiverem como pressuposto a humilhação dos seus destinatários, o resultado é conseguir a unanimidade na oposição às reformas. A forma como muitos bons professores foram excluídos da categoria de titular é um dos exemplos desse autismo de Sócrates.
O quarto erro é a confiança nos seus seguidores ao ponto de algumas personagens apagadas se tornarem em figuras mediáticas acabando por se tornarem em pequenos títeres só porque se julgam ser a mão de Deus. A directora da DREN e o presidente da ASAE são dois bons exemplos de como personagens de valor mediano se tornaram em símbolos de regime.
O quinto erro de Sócrates foi confiar em Cavaco Silva ao ponto de o ter ajudado a eleger-se logo à primeira volta, julgou que a semelhança das suas personalidades seria uma garantia de apoio militante do Presidente. Enganou-se, Cavaco Silva é um político modesto a quem a sorte colocou no centro da vida política portuguesa e que está convencido que poderá vir a ser a grande personalidade da história moderna do país. Para Cavaco os seus objectivos estão acima de tudo o mais e não perderá a mais pequena oportunidade para acumular as atribuições de Presidente da República com o exercício indirecto das funções de primeiro-ministro.
O sexto erro de Sócrates é não saber como e quando remodelar o governo, estando convencido de que é preferível levar maus ministros até ao fim do que dar o braço a torcer fazendo uma remodelação. Fez apenas duas remodelações pontuais, uma por causa de um problema de saúde de Freitas do Amaral e outra para calar Manuel Alegre. A substituição do ministro da Saúde foi um desastre, substituiu o melhor dos seus ministros e Alegre continuou alegremente e ajudar o líder da extrema-esquerda.
O sétimo erro de Sócrates é a escolha dos seus colaboradores mais próximos, preocupado com a sua imagem tem preferência por políticos fracos que nunca lhe poderão fazer sombra. Só isso justifica o protagonismo de ministros como o das Obras Públicas, uma verdadeira anedota inventada pró Sócrates.
O oitavo erro de Sócrates foi ter sido incapaz de ter percebido cedo de que teria de enfrentar o PCP e o BE, tendo permitido que estes partidos se apresentassem como símbolos da liberdade enquanto recorriam a estratégias fascistas de guerrilha política para o denegrir, como sucedeu no milheiral do Algarve ou nas muitas esperas organizadas por Mário Nogueira.
O nono erro de Sócrates foi nunca ter enfrentado as corporações de frente, denunciando as suas estratégias e confrontando-as com as consequências dos seus actos, isso permitiu que a corporação da justiça se tenha entretido a promover um golpe de Estado em lume brando, para isso promoveram a libertação desnecessária de centenas de criminosos e usaram as fugas ao segredo de justiça numa estratégia de pura propaganda fascista.
O décimo erro de Sócrates foi ter pensado que ganhou as eleições porque os portugueses se renderam aos seus encantos, nunca tendo percebido que a vitória lhe foi entregue por falta de comparência do adversário.

In http://jumento.blogspot.com/2009/06/os-dez-erros-de-socrates.html

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Alfa.. . comboios de alta velocidade

SEM INFORMAÇÃO NÃO PODE HAVER CIDADÃOS MINIMAMENTE ESCLARECIDOS



quarta-feira, 15 de julho de 2009

Qual é neste momento, o plantel mais caro em Portugal?!?

SL BENFICA ???...



SPORTING CP ???...



FC PORTO ???...



Nãooooooooooooo!!!



Estão absolutamente enganados!!!



É ESTE»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


segunda-feira, 13 de julho de 2009

terça-feira, 7 de julho de 2009

O ESTADO … a que isto chegou!!!

O ESTADO … a que isto chegou!!! Clica e vais direitinho à notícia …

SÓ CLICAR

Tachos e Cunhas

+ subsídios de desemprego chorudos
... Independentemente de concurso... !!!
Adida em Londres (9000€)
Aumentos de 200% para os gestores públicos
Bárbara e Carrilho
C. M. LISBOA – Sá Fernandes - O PALADINO DA VERDADE TAMBÉM TINHA 11 ASSESSORES
Coelhone na Mota-Engil
Contitas da REN
CP - É só chefes
Câmara do Barreiro
De pai para filho
DGV mesmo extinta recruta pessoal
Eu faço as obras c******
Ganhar 3500€ sem fazer nada
Gestores pagos a peso de ouro
Governo de Sócrates nomeou 2373 pessoas
Jobs for the girls - Neide
Mais um tacho/contrato bem feito - Fereira do Amaral
Mano Pedroso é advogado competente (muito)
Manos Pedroso em 'alta'
Mulher do Costa da SIC (entrevistador do Sócas) tem empregão
Noiva da JS nomeada administradora
Salários escandalosos
· Verinha Sampaio

AS REFORMAS CHORUDAS
As reformas são só para quem merece!!! Leucemia não dá direito.
Afinal foram só 9,732 milhões
Catroga também terá reformita
Continuação do poste das reforminhas
Galp
História de Valentim
Link para reformas chorudas
Mais um chorudo
Pensões de luxo aumentam 10,8%
Reforma esquecida de Alegre
Reformas Douradas - Odete S., Marques M., J. Cravinho
Reformita do Mirinha
Salário Milionário
Sr. Presidente nÃo havia necessidade
Subvenções vitalí­cias
Vasco Franco - Este merece porque foi herói

Corrupção em Portugal? Burrice?
1400 compraram Curso de Engenharia
Sócrates sócio duma empresa suspeita
País multiplicador de miseráveis
Finanças perdoam 10 milhões de euros de IVA a sindicato da UGT
Electricidade mais cara 41,4% do que em Espanha
E roubam... e roubam... e roubam...
Custos do Túnel do Marquês derraparam 40%
Camiões fogem para Espanha
CERTIEL - Mais um roubo
DIVIDA EXTERNA DE PORTUGAL
Eng. José Sócrates o tanas!!!
Eu, comi Carolina
Extinta há 2 anos a IGAE ainda recebe funcionários... de organismos também extintos!!!
Louvor de Freitas - Que lata
Luís Filipe Vieira beneficiado por quem???
Na era de Santana
Novo aeroporto - Pagador de campanhas eleitorais
OTA (porquê) !!!!!!!!?????!!!!????
OTA - O maior embuste jamais vendido aos Tugas
Ota questionada por Históricos do PS
OTA «Estão a mentir-nos»
Pai de Sócrates fiscalizou dez obras do GEPI
Promoveu a mulher com aumento de 500€
Subsídio de alto risco sem risco
TAP dá lucro novamente
Vergonha do Rock in Rio-Lisboa 2006
Vídeo de sexo da Elsa Raposo

Saúde dos Tugas
Eu tenho seguro de saúde
Transplantes rendem milhões aos médicos
Directora de centro de saúde demitida pelo Sr. Ministro
Quase 400 Alentejanas deram à luz em Badajoz
Troca de seringas na prisão
Mulher agredida numa Urgência Hospitalar morre
Cartão Europeu de Saúde
Administradores hospitalares contra o picar do ponto
Segunda criança nasce numa ambulância
Hospitais cobram até 17 vezes mais a vítimas de violência doméstica
Morreu à espera de socorro
CARTA DE UM MÉDICO AO SR. PM

JUSTIÇA - por cá não há...
Governo ajuda Pedroso contra.... o Estado!!!
Com juízes assim...
Corrupção dos Tribunais/Angola/Portugal
Hugo Marçal será juiz!!!
Juiz com filho traficante às claras?
Pedófilos em liberdade
Quando as leis são feitas por criminosos...
Que merda de justiça!!!
Violar é legal

Chorar a rir para não chorar
... 40 ladrões...
1ª obra do ENGENHEIRO da independente!!!
A felicidade do povo
Alberto João - G.F.
Choque tecnológico
Cirurgiões
Como eles nascem
Comunicado do governo - Urgente!!!
Já nos cinemas...
Mentiroso
Novo símbolo de Portugal
O Postal
O regresso de Catherine Deneuve
Pinóquio enfurecido
SIMPLEX
Sócrates e a secretária
Sócrates no parlamento - G.F.
Velentão - G.F. Voltaremos a ser felizes quando...

domingo, 5 de julho de 2009

sexta-feira, 3 de julho de 2009

O Estado da Nação !!!

Para quem não viu Cá vai...

video

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Manutenção do sítio do Ministério daJustiça - Tomem mais esta!!!

NÃO SE ESQUEÇAM DESTE E DE OUTROS CASOS, NA ALTURA EM QUE ESTIVEREM A VOTAR.
DÊEM-LHES OUTRA MAIORIA ABSOLUTA, NÃO SE ESQUEÇAM.......

1. Sabem em que consiste a "manutenção" do site do ministério da justiça ?Não ?
Eu esclareço: trata-se de actualizar conteúdos, um trabalho que provavelmente muitas crianças fazem lá na escola ou em casa "com uma perna às costas".
Por falar em "costas", acham que o ministro Costa pediu um puto qualquer para tratar do assunto ? Não ! Trata-se de uma tarefa altamente técnica, que justifica uma remuneração de 3.254,00 euros, mais o subsídio de almoço, claro !

2. E sabem quem tem o perfil adequado, a essa extremamente especializada função ?Não ? Eu esclareço.
Trata-se de Susana Isabel Costa Dutra.
Susana Isabel Costa Dutra, é ( por um acaso daqueles que só acontecem em Portugal) filha do ministro Alberto Costa.
Se puderem, espalhem, pois pode haver alguém que não tem acesso ao Diário da República, ficando assim prejudicado de saber que "cá vamos, cantando e rindo, levados, levados sim...", pelo Partido SOCIALISTA!

sábado, 27 de junho de 2009

Ensaio sobre a cegueira...remake

Ensaio sobre a cegueira...remake (Maria de Lurdes Rodrigues no papel principal ) - Fantástico!

quinta-feira, 25 de junho de 2009

O ME no seu melhor

O Director da Região Norte exonerou um Director de uma escola de Fafe por este não ter conseguido mobilizar a comunidade escolar para a inauguração de uma Biblioteca.

O autor desta denúncia foi o Presidente da Câmara.

Está na hora de correr com esta cambada.

domingo, 21 de junho de 2009

...mas Pinócrates há só um!

Pinócrates há só um. O nosso e mais nenhum!!!
( o pior é que ninguém quer ficar com ele...).

*Posto isto só tenho uma dúvida: será que o Pinócrates vai alguma vez ficar com o nariz pequeno???***

video

terça-feira, 16 de junho de 2009

Santana Castilho...sempre pertinente!

Santana Castilho, 13-Mar-2009

Nos aniversários dão-se parabéns e prendas. O sujeito fez anos. Anos à frente de um governo que se tem encarniçado a destruir a Escola Pública. Talvez preferisse um fatito Hugo Boss, mas dou-lhe tão-só uma caixinha de recordações, embrulhada em papel negro de desdita.
Recordo-lhe que em 4 anos de actividade produziu diplomas que envergonham aquisições mínimas do nosso sistema de ensino. O estatuto da carreira docente, a avaliação do desempenho dos professores, a gestão das escolas e o estatuto do aluno são apenas as pérolas. Mas a lista é longa.
Recordo-lhe que a coberto de uma rede propagandística que tornaria Goeebels num aprendiz, cortou, vergou, denegriu e fechou como um obcecado pelo extermínio.
Recordo-lhe que desertificou meticulosamente o interior.
Recordo-lhe que congelou salários, burocratizou até ao insuportável e escravizou com trabalho inútil.
Recordo-lhe que manipulou estatísticas, mentiu e abandalhou o ensino, na ânsia de diminuir o insucesso a qualquer preço.
Recordo-lhe que chamou profissional a uma espécie de ensino cuja missão é reter na escola, de qualquer jeito, os jovens que a abandonavam precocemente.
Recordo-lhe que abandonou centenas de alunos com necessidades educativas especiais.
Recordo-lhe que contratou crianças para promover produtos inúteis e aliciou pais com a mistificação da escola atempo inteiro.
Recordo-lhe que foi desumano com professores nas vascas da morte e usou e deitou fora milhares doutros, doentes, depois de garantir que não o faria.
Recordo-lhe que, com o concurso de titulares, promoveu a maior iniquidade de que guardo memória.
Recordo-lhe que enganou miseravelmente os jovens candidatos a professores e humilhou as instituições de ensino superior com a prova de acesso à profissão.
Recordo-lhe que desrespeitou leis fundamentais do país e, com grande despudor político, passou sem mossa por sucessivas condenações em tribunais.
Recordo-lhe que desrespeitou continuadamente a negociação sindical e fez da imposição norma.
Recordo-lhe que reduziu a metade os gastos com a Educação e aumentou para o dobro a distância que nos separava da Europa.
Recordo-lhe que perseguiu, chamou a polícia e incitou e premiou a bufaria.
Recordo-lhe que os professores portugueses não vão esquecer.

OS PROFESSORES PORTUGUESES
NÃO PODEM ESQUECER.

domingo, 14 de junho de 2009

A loja americana que veste Sócrates

José Sócrates é um dos clientes da mais exclusiva (e cara) loja de Beverly Hills onde só entra um cliente de cada vez, com hora marcada e todo o staff de empregados à sua disposição.
Além do primeiro-ministro português, esta loja conta na exclusiva lista de clientes com nomes como Vladimir Putin, Bill Clinton, Steven Spielberg, Larry King, Sir Elton John, Al Pacino ou Robert de Niro.
Talvez isto explique o porquê de José Sócrates ter sido considerado um dos homens mais elegantes do Mundo.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

terça-feira, 9 de junho de 2009

Há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não!

Maio de 2009, dia do patrono da ES/3 Dr. José Macedo Fragateiro. A Ministra da Educação aproveitou a efeméride para ir à escola entregar diplomas e, supostamente, ver a Escola antes das obras que aí vão ser realizadas.
Tudo ocorreu com grande secretismo, mas, no próprio dia, adivinhava-se que a visita ia mesmo acontecer.
Ao final da tarde, no exterior, foram-se juntando professores/as de várias escolas de Ovar, vestidos de luto, que de mãos dadas em silêncio, foram ladeando a porta de entrada da escola, por onde presumivelmente passaria o carro da ministra.
Finalmente chegou, mas “num golpe de rins” o carro guinou para um portão lateral.
Maria de Lurdes Rodrigues teve medo daquele luto e daquele silêncio. A indignação foi tão grande que, espontaneamente, em coro (forte, muito forte) os professores gritaram: “há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não!”. Foi um momento de grande emoção colectiva.
Dentro da escola os professores também vestiam de luto. A ministra entrou, falou, entregou diplomas, mas os professores mantiveram-se obstinadamente juntos e silenciosos.
Depois o “Canto Décimo”, também de luto vestido dedicou o seu canto aos professores portugueses, e à memória de José Fragateiro, evocando a frontalidade democrática que o caracterizava, e que o faria, certamente, estar ao lado dos professores, nestes tempos tão difíceis que estão a passar.
No fim da sessão, um grupo de professores entregou à Ministra um documento de protesto.
A resistência continua! E a Ministra foi-se embora sem visitar a Escola.

domingo, 7 de junho de 2009

SEm mais comentários!

http://www.videos.iol.pt/consola.php?projecto=27&mul_id=13129491&v_sort=&v_order=&tipo_conteudo=1&tipo=2&id_conteudo=&referer=1&query=&pagina

A quantas pequenas e micro-empresas a quem este dinheiro daria um JEITÃO para não irem à falência?!
Muitas... com toda a certeza!
Este vídeo vale mais do que 900 000 palavras. Todos os portugueses deviam ver e ouvir (bem) isto.
Aviso já que a notícia tem a marca "TVI"... pelo que, segundo o Primeiro Ministro, se pode tratar de uma "cabala" e de uma "caça ao homem"!
SEM MAIS COMENTÁRIOS!! e bom proveito.
Abram-se os olhos dos portugueses adormecidos. Eles (todos) andam por aí a chupar-nos até ao tutano.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

...

Clique na imagem para aumentar

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Saibam o que disse Vital Moreira dos PROFESSORES

> E sabem porquê??
Porque a mulher era professora e muito mais inteligente e ponderada do que ele.
Vital Moreira é uma personalidade com um passado e um presente político conhecido de boa parte dos portugueses. O que, talvez, nem todos saibam é que este mestre de Direito nutre um profundo desprezo pela classe docente, só comparável ao da actual Ministra da Educação.

De facto, em 18 de Novembro de 2008, no jornal "Público", Vital Moreira faz um dos ataques mais rasteiros e mais odiosos em todo este processo de luta dos professores contra o actual sistema de avaliação.

Que diz aí Vital Moreira?
Basicamente quatro coisas, a saber:
>> a) Que não existe qualquer razão para que os professores não sejam avaliados para efeitos de progressão na carreira;
>> b) Que os professores não gozam de direito de veto em relação às leis do país, nem podem auto-isentarem-se do seu cumprimento, pelo que não é aceitável qualquer posição que implique resistência à aplicação do actual modelo de avaliação;
>> c) Que o governo não pode ceder às exigências dos professores, devendo antes abrir processos disciplinares a todos aqueles que ponham em causa a concretização da avaliação dos docentes tal como foi congeminada pelo Ministério da Educação;
>> d) Que o governo, na batalha contra os professores, deve esforçar-se por chamar a si a opinião pública, isolando, desta forma, a classe docente.

Este é o pensamento de Vital Moreira, onde a sua veia caceteira surge bem expressa.
Mas, mais do que isso, este texto, publicado no "Público", revela-nos um verdadeiro guia político da acção do Ministério da Educação contra os professores.
Que cada colega não perca a memória e dê a devida resposta a este senhor nas eleições para o Parlamente Europeu, é o mínimo que está ao nosso alcance.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Sabem quem é António Pinto de Sousa ?

É o novo responsável pelo gabinete de comunicação e imagem do IDT (Instituto da Droga e Toxidependência).
Tem competência atribuída, para empossar quem quiser, independentemente da sua qualificação académica e profissional, para os cargos dirigentes do Instituto, contrariando os próprios estatutos do IDT.
Ahahah... que já me esquecia....
É irmão do outro Pinto de Sousa, o José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa.
Pois é... assim vai A QUINTA !!...

SÓ QUE POUCA GENTE SABE QUE ESTE CAVALHEIRO SE TEM DESLOCADO A ESPANHA PARA TRATAMENTOS DE DESINTOXICAÇÃO (DA PRÓPRIA DROGA).
ENFIM,..... PORTUGAL ESTÁ "BEM ENTREGUE"!!!!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

A CONSTATAÇÃO DE UM FACTO...

Quando o Papa Paulo VI veio a Portugal, vivíamos em 'ditadura', sendo Presidente do Conselho - Salazar.
O Papa perguntou-lhe qual o motivo de ter tantos ministros, obtendo a seguinte resposta:
- Santidade, Jesus tinha 12 apóstolos, eu tenho 12 ministros.
Agora, quando o Papa Bento XVI visitar Portugal e perguntar ao primeiro-ministro para quê 40 ministros e secretários de estado, este, certamente, responderá:
- Bem, Santidade... Ali Babá tinha 40 ladrões.....

.............E NÃO É QUE É VERDADE........???

terça-feira, 19 de maio de 2009

domingo, 17 de maio de 2009

DESPACHO n.º 9810/2009

Assunto: Despacho n.º 9810/2009: subsídio mensal de residência de € 941,25

Considerando que, nos termos do disposto no Decreto -Lei n.º 331/88, de 27 de Setembro, pode ser atribuído um subsídio de residência aos titulares do cargo de director -geral e de outros expressamente equiparados, à data da nomeação no local onde se encontre sedeado o respectivo organismo; Considerando que o Prof. Doutor José Alexandre da Rocha Ventura Silva, presidente do Conselho Científico para a Avaliação de Professores, lugar expressamente equiparado a director -geral, tem a sua residência permanente em Aveiro:
Assim, nos termos do disposto no artigo 2.º do Decreto -Lei n.º 331/88, de 27 de Setembro, determina -se o seguinte:
1 -- É atribuído ao presidente do Conselho Científico para a Avaliação de Professores, Prof. Doutor José Alexandre da Rocha Ventura Silva, um subsídio mensal de residência no montante de € 941,25, a suportar pelo orçamento da Secretaria -Geral do Ministério da Educação e actualizável nos termos da portaria de revisão anual das tabelas de ajudas de custo.
2 -- O presente despacho produz efeitos desde 1 de Novembro de 2008.

12 de Fevereiro de 2009. -- O Ministro de Estado e das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos. -- Pela Ministra da Educação, Jorge Miguel de Melo Viana Pedreira, Secretário de Estado Adjunto e da Educação.

E os professores desterrados com família?
Sim.....
E os professores desterrados com família?
Uma Vergonha...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

O prometido é devido, Sr. Engenheiro!

O prometido é devido, Sócrates !! - de Rui Veloso

E o cerco vai-se apertando, apertando, ...

video

sábado, 9 de maio de 2009

ANA DRAGO SEM ""papas na lingua""....!!!!!

Ana Drago: "Emaranhado legislativo prova incompetência do Ministérioda Educação"
Sem "papas na língua" e muito claramente chama-lhes o que são...INCOMPETENTES...!!!!!!!


video

terça-feira, 5 de maio de 2009

"XUTAR" COM ELES

Xutos & Pontapés

Sem eira nem beira
video

domingo, 3 de maio de 2009

DE QUE TEM MEDO O PS?


O PS tem um problema com a corrupção que, sendo o PS Governo, se torna um problema do país. Sempre que o tema vem à baila, designadamente na AR, o PS mostra-se patentemente incomodado, e tal incómodo manifesta-se numa torrente de palavras e declarações de intenção que, por um motivo ou por outro (e pode legitimamente recear-se que seja por outro), nunca se traduz em actos.

Paralelamente, se hoje, em Portugal, é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um corrupto ir parar à cadeia, isso deve-se fundamentalmente a um Código Penal aprovado pelo PS. Ao mesmo tempo, o deputado socialista que mais batalhou por eficazes leis anti-corrupção passou a…ex-deputado.

Agora é o enriquecimento ilícito de titulares de cargos públicos. Os portugueses habituaram-se a ver gente que ocupa ou ocupou lugares de decisão política aparecer a vender cabritos sem ter, que se saiba, cabras e pareceria natural que a lei lhe perguntasse (como já faz no domínio fiscal) donde vieram os cabritos.

O PS acha a pergunta imprópria, e nem permite que o TC se debruce sobre ela. Que hão-de pensar os portugueses?

sábado, 2 de maio de 2009

QUE CHATICE! OU TERIAM SIDO OS "ratos"?!

Edifício Heron Castilho

Documentos da casa de mãe de Sócrates perderam-se no notário
Por Felícia Cabrita

O Ministério Público (MP) recebeu esta semana uma participação da Ordem dos Notários, que dá conta do desaparecimento dos documentos que suportavam a escritura notarial e identificavam a empresa offshore que vendeu o apartamento no Heron Castilho, em Lisboa, a Maria Adelaide Carvalho Monteiro, mãe do primeiro-ministro.
A descoberta foi feita no cartório de Lígia Monteiro, na zona de Santos. A notária, quando se preparava para entregar a escritura da casa de Adelaide Monteiro a um jornalista, pediu a uma funcionária que lhe fosse buscar ao arquivo o maço onde deveriam estar os documentos para os quais a escritura remete. Nomeadamente, os documentos relativos ao imposto de sisa, à identificação da procuradora que, segundo a escritura, representou a empresa vendedora – a Stolberg Investiments Limited, uma offshore sediada nas Ilhas Virgens Britânicas –, bem como o certificado da Incorporação da Sociedade e respectivos documentos.
Mas, no maço para que remetiam todas as escrituras daquele ano, apenas as que se referem à compra do apartamento de Maria Adelaide Monteiro tinham desaparecido. A notária ficou estupefacta e deu ordens para que se procurasse nos maços seguintes. «Nunca me tinha acontecido aquilo. Há regras: os livros têm de estar numerados por folhas e não pode falhar um documento», explicou ao SOL.